Eles inspiram #4

E quem são ELES?

Apresento-vos o José e a Inês:

ines e jose

O José provavelmente já conhecem.. é o autor do blog “De Sedentário a Maratonista” e organizador do grupo Corrida Noturna do Parque das Nações  e tanto ele como a Inês treinam na GOALL com o PT Daniel Santos

O que é que me inspira?

Normalmente o nosso despertador cá em casa toca cedo. Mas há dias em que toca e parece que nos deitámos há 5 minutos. Todos nós já passámos por isto. Mas depois há sempre algo nos faz levantar da cama de um pulo e sair para começar o dia. Muito provavelmente a fazer exercício.

É difícil. Nunca ninguém disse o contrário. E é o que costumo dizer a muitas das pessoas com quem falo sobre isto de praticar desporto, perseguir objetivos, ou simplesmente ter um estilo de vida ativo. Sim, há dias em que custa muito. Custa motivarmo-nos para nos conseguirmos levantar da cama e ir treinar, antes de começar o dia de trabalho. Ou para chegar a casa e, quando tudo o que nos apetece é sentar no sofá, ainda tiramos 1 hora para ir correr. Assim como custa evitar comer aquele bolo ou doce, porque o que queremos é perder peso. Mas quando passamos aquela fronteira em que começamos a ver os resultados a aparecer e os nossos sonhos cada vez mais ao nosso alcance, aí começa a verdadeira motivação.

Cá em casa somos dois a praticar desporto. Eu e ela. O miúdo mais velho também faz, mas noutra sintonia. Fazemo-lo porque gostamos, mas também porque queremos tirar algo prático disto. Queremos viver melhor e com um corpo melhor. E queremos viver com saúde, para podermos aproveitar da melhor forma tudo o que de bom a vida tem para nos dar. Hoje, somos o que se pode chamar de um casal “fit”. E se eu não tivesse um dia optado por ter uma vida ativa e deixar o sedentarismo da vida anterior, talvez nunca nos tivessemos cruzado e não fossemos assim. E só por causa disto, o universo parece que me diz todos os dias que é este o Caminho certo.

Depois, já sabemos que não caminhamos para novos. Mas tanto eu como ela sentimo-nos cada vez mais novos. Ou, pelo menos, sentimo-nos cada vez mais capazes. A nossa idade metabólica não chega aos 30 anos. E isto que sentimos deve-se ao estilo de vida que decidimos ter: praticar desporto, viver ativamente, mas também comer bem, comer coisas boas, gravando na nossa consciência e medindo nas nossas ações, que as grandes indústrias alimentares existem é para ganhar dinheiro e não para nos alimentar corretamente. Assim, a nossa opção é, também aqui, ter um estilo de vida saudável, enchendo a casa com uma boa percentagem de alimentos de origem natural e biológica e o mínimo possível de alimentos processados. Na verdade, diga-se, este devia ser o estilo de vida normal e natural de todos nós.

E é assim que vivemos todos os dias. De forma ativa por fora, mas também por dentro. Porque tudo o que fazemos de bem, desde que acordamos até nos deitarmos, sobrepõe-se aos stresses e às dificuldades que nos aparecem pela frente. Somos todos humanos. E é mais fácil sucumbir do que persistir. Mas é sem dúvida mil vezes mais gratificante sermos fiéis a bons princípios. Afinal de contas, a felicidade não é um objetivo, mas um caminho. E isto sim, inspira-me. Inspira-nos.”

José e Inês

Para terminar aconselho-vos a ver este mini video deste SUPER CASAL a treinar:

 

Anúncios

Ela inspira #3 @fit_tinha (Fátima Cardoso)

Quem és tu?

O meu nome é Fátima Cardoso tenho 23 anos e serei novamente estudante a partir de Setembro deste ano. Posso dizer (felizmente) que tenho um gosto especial pelas pequenas coisas do dia-a-dia, ou seja, aprecio bastante os pequenos momentos do meu quotidiano.Gosto imenso de ler, adoro praia (detesto neve) e se estiver sempre rodeada de amigos e/ou família estou bem de certeza À parte disso tenho, claramente, uma paixão pelo meu estilo de vida “fit”. Adoro treinar e manter a minha alimentação relativamente controlada não é nenhuma obrigação, considero até ser um entretenimento.

FullSizeRender (6).jpg

Quando começaste a praticar kickbox e ginásio? 

Comecei as duas atividades em 2010. Na altura o ginásio era mais um complemento ao Kickboxing e só mais tarde, em 2013, é que se tornou o foco principal.

FullSizeRender (13)

Como é a tua rotina de treinos? O que gostas mais de treinar, quais são os teus exercícios favoritos?

Por norma faço 5 treinos de ginásio por semana, gosto de dividir os treinos por grupo muscular e não treino os mesmos músculos em dias seguidos. Depois faço um treino de corrida longa (pelo menos 10km) e um dia de descanso. Faço desta forma porque sinto que funciona comigo, tenho rendimento e consigo descansar o suficiente para me sentir com energia nos meus treinos. Vou confessar que tenho uma pequenina “obsessão” com os meus ombros, treino esse músculo duas vezes por semana apesar de ser um dos mais pequenos. Acho que é o meu preferido! No entanto também gosto bastante de treinar abdominal e tenho tentado desenvolver mais a minha técnica a saltar à corda, considero ser um dos melhores exercícios cardiovasculares. Recentemente descobri que tinha varizes internas relativamente avançadas e por isso, além de deixar o kickboxing, tive de redefinir o meu treino de pernas, deixar de fazer certos exercicios com carga como por exemplo o agachamento com barra ou o peso morto. Assimilei isto como um novo desafio e vou com certeza aprender mais umas coisinhas.

Há quanto tempo e de que forma é que começaste a preocupar-te mais com o que comias? O que achas que provocou esse clique?

Há alguns anos, antes de iniciar a atividade física com mais regularidade tive um distúrbio alimentar, que felizmente não se tornou nada de muito grave. Sofri de anorexia nervosa e foi o facto de ter começado a praticar kickboxing que me levou a dar à volta à situação. A partir daí a minha alimentação tornou-se muito mais cuidada e fui fazendo os ajustes necessários para que fosse também ela saudável.

Como é a tua rotina alimentar de um dia típico e como a preparas?

Normalmente o meu dia começa sempre com papas de aveia, é um vício enorme e eu sei que a maior parte de vocês me compreende. Como treino de manhã, faço dois lanches, o pós treino que normalmente é legumes cozidos com proteína (atum, pescada, frango) e bolachas de arroz, e um outro mais perto da hora de almoço que por norma é sopa. O meu almoço e o meu jantar são muito semelhantes, o básico e o lanche da tarde também é à base de legumes cozidos e proteína. Quanto à proteína convém só salientar que não consumos carnes vermelhas. À noite tenho sempre de comer qualquer coisa, antes de dormir é quando tenho mais apetite, e aí vai depender das macros que ainda tenha para consumir (tento seguir mais ou menos o chamado “if it fits you macros”). Como gosto de comer alimentos cozidos a preparação torna-se mais simples, e faço-o com antecedência para ter sempre as marmitas prontas para o dia seguinte.

Há quanto tempo e de que forma é que começaste a preocupar-te mais com o que comias? Consideras fundamental esta preocupação?

A partir do momento em que percebi o impacto que tinha na minha evolução comecei a levar a nutrição um pouco mais a sério. Sinto que os cuidados que tenho nas escolhas dos alimentos que consumo e a forma como os confeciono (maioritariamente cozidos e grelhados) fizeram toda a diferença na minha forma física. Portanto, sim considero fundamental, pelo menos no meu caso foi.

Como lidas com os comentários, dúvidas ou críticas dos outros – próximos (família, amigos) ou mais afastados (seguidores) – em relação às tuas opções (alimentação, rotinas de treino)?

Tento sempre realçar o facto deste estilo de vida ser uma escolha minha, que tal como qualquer outra deverá ser respeitada. Se alguém me diz “porque é que são 9h da manhã e tu estás a comer atum?” Eu naturalmente respondo “E porque não?”. O conceito de normalidade é muito relativo. Desde que eu me mantenha saudável e faça sempre aquilo que me deixe feliz e confortável, está tudo bem. Gosto muito de explicar às pessoas os meus motivos e as minhas motivações e qualquer comentário menos positivo não me causa grande impacto (pelo menos até á data de hoje).

Certamente ao longo do tempo foste fazendo algumas aprendizagens… há assim alguma coisa que ao olhares para trás penses “bolas, como é que eu fazia isto?” –

Sem dúvida, sim. Acho que a principal coisa que me leva a ter esse pensamento é o meus esquema de treino inicial em que eu basicamente fazia cardio e abdominais. Durava cerca de 40 minutos e não era nada intenso. Ainda bem que fui aprendendo algumas coisas.

Onde sentes que encontras motivação/inspiração para continuar com este estilo de vida dia após dia?

Sinto que actualmente a minha evolução pessoal é sem dúvida alguma uma das minhas maiores motivações. Regularmente tiro fotografias também para mais tarde fazer as minhas comparações e é muito gratificante ver as diferenças e perceber que o esforço, ainda que prazeroso, tem os seus resultados. O feedback que tenho tido nos últimos tempos devido à conta do Instagram é maravilhoso e eu humildemente agradeço por todos os dias os meus seguidores fazerem igualmente parte da minha motivação diária.

Instagram: @fit_tinha

 

RICARDO COTOVIO

Conhecido por uns, desconhecido por outros…MAS na certeza de que será uma das pessoas a vingar na área da moda e porque tenho acompanhado a sua evolução achei que seria uma das pessoas ideais para partilhar a sua experiência e percurso que tem feito até agora…

“Como Manequim, tenho de ter uma atenção especial com a minha imagem de uma forma global e com o meu físico de uma forma particular. O cuidado com a alimentação e o exercício físico são dois aspectos fundamentais. Pratico desporto desde os meus 4 anos pelo que ao nível do exercício físico não fiz grandes mudanças. Naturalmente que, com o aparecimento da moda na minha vida, tive de deixar de parte o desporto de competição, adaptar o exercício físico  e começar a realizar um trabalho de ginásio mais específico e ter uma alimentação mais cuidada (enquanto atleta de natação de competição tinha mais liberdade para comer o que quisesse pois, com treinos 10 vezes por semana, o meu gasto calórico era muito superior).

Aproveitando os conhecimentos adquiridos na licenciatura em Dietética e Nutrição, comecei a monitorizar melhor a minha alimentação e em pouco tempo, juntamente com um plano de treino adequado aos meus objetivos, comecei a atingir resultados em pouco tempo. Estas mudanças permitiram me obter um corpo mais tonificado e “seco”, ao mesmo tempo que me sinto uma pessoa com mais energia e com melhor disposição para encarar o stress do dia-a-dia.

               Destaco como refeição preferida, o meu pequeno-almoço, onde junto numa taça:

10401837_1201795536517150_1791526115_n(1)

  • 5 colheres de sopa de iogurte grego ligeiro
  • 1 a 2 colheres de sopa de queijo quark 0% ou cottage
  • 1 colher de sobremesa de proteína whey chocolate-avelã da Scitec (única e exclusivamente para retirar o sabor amargo do iogurte)
  • 1 colher de sopa de sementes de chia
  • 1 colher de sopa de sementes de girassol
  • 1 peça de fruta.

Objetivos principais desta conjugação de alimentos: quantidade de proteína suficiente para regeneração e crescimento muscular, hidratos de carbono q.b em virtude de ser a primeira refeição do dia (repor reservas gastas durante o sono) e ainda gordura não saturada e fibra (fundamentais para um organismo saudável).

Se eventualmente for treinar no período da manhã adiciono uma colher de sobremesa de manteiga de amendoim 100% da Prozis + 1 a 2 colheres de sopa de aveia triturada para garantir que tenho energia durante o treino.

Deixo-vos com um pequeno conselho: Se a um bom treino juntarem uma boa alimentação e um bom descanso, certamente conseguirão atingir os resultados desejados mais rápido que o esperado!

Bons treinos e boas refeições!”

Ricardo Cotovio (link IG)

Daniel Santos – fundador da GOALL WELNESS

Apresento-vos o Daniel Santos..Foi com ele que me estreei no mundo dos ginásios e a pessoa em quem mais confio no que toca a este ramo. Um excelente profissional que se dedica de alma e coração às pessoas que o procuram.

dani

Tem 16 anos de experiência na área do fitness: Certificado de Personal Training (trabalhou em várias cadeias de renome, tais como o Solinca, Holmes place e Pump Spirit). Frequentou a licenciatura em exercício e saúde na ULHT (apesar de não ter terminado) mas encontrou uma outra paixão e veio complementar a sua formação anterior: Diplomado em Osteopatia no ITS, tendo tirado a Especialização em Osteopatia Funcional, Visceral, Craniana e Desportiva ESTeSL.
Recentemente fez a formação de Quiropraxia -Tratamento da Coluna Vertebral pela Bwizer e Formação em Mesoterapia Clinica Homeopática. Tem também formação em Bandas neuromusculares.
Após este percurso, o Daniel, decidiu realizar o seu sonho e abrir o seu próprio espaço, a Goall Wellness – Reabilitação e medicinas alternativas, de forma a dar resposta mais completa à população e cuidando da pessoa num todo pois “Acredita muito mais no que se sente do que naquilo que se vê”.
Deixo-vos aqui também um registo do último evento da Goall Wellness que se realizou no passado domingo.
goall.png
Mais informações vejam aqui: http://www.facebook.com/goallwellness 

ELES E ELAS INSPIRAM…

Eatofit_logo-01

Decidi criar este “canto” no sentido de partilhar convosco algumas pessoas que conheço, pessoalmente ou virtualmente (sim, amigos virtuais que conheci através das redes sociais, nomeadamente pelo instagram).

Pessoas que são inspiradoras pelo estilo de vida que levam ou pela forma como vingam na vida. Pessoas que são saudáveis, determinadas, lutadoras, empreendedoras… todas com características únicas e capazes de as fazer destacar no seu dia-a-dia. 

inspirational-quotes-16

O primeiro testemunho será feito pela pessoa que me acompanhou desde o inicio deste meu percurso e que, por esse mesmo motivo, algumas pessoas já devem suspeitar quem será 🙂

Fiquem atentos!