Quiche vegetariana

REFEIÇÕES

Ingredientes

Base

  • 2 ovos
  • 200g de farinha de espelta
  • 1 pitada de sal rosa
  • 2 colheres de sopa de azeite

Com a colher de pau misturar todos os ingredientes e de seguida, com ajuda do rolo, esticar a massa. Moldar a massa à forma e reservar.

Recheio

  • 200g de cogumelos
  • 100g de espinafres
  • 1 chávena de cebola picada
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 colher de chá de molho de soja
  • 200g de natas de soja
  • 5 ovos
  • 1/2 chávena de queijo da ilha ralado
  • sal e pimenta preta qb

Em primeiro lugar, começar por polvilhar o fundo da base com um pouco do quejo. De seguida, começar por saltear os cogumelos com a cebola e azeite, numa frigideira. Quando começarem a ficar tenrinhos colocar os espinafres e deixar cozer até murcharem. Verter este preparado para a base.

Numa taça, juntar os ovos, as natas e os temperos e bater bem. Temperar e verter para a base cobrindo o preparado de espinafres e coguemlos. Polvilhar com o restante queijo por cima e levar ao forno 25 minutos a 180 graus.

49897485_381211275963330_3763883002027835392_n.jpg

Espero que gostem tanto como eu!

Anúncios

Janela Anabólica – mito ou realidade?

nutreat

A “janela metabólica” é um termo usado para designar o período que precede o treino no qual o organismo fica com uma maior necessidade de receber nutrientes como proteína e hidratos de carbono para recuperar o glicogénio muscular e diminuir o catabolismo proteico muscular. No entanto, este assunto tem sido muito discutido nos últimos tempos. Um revisão de vários estudos acerca do timing da ingestão de nutrientes após o treino publicado pelo Journal of the International Society of Sports Nutrition vem revelar que o período de tempo da janela anabólica não é concreto (ou seja a dita meia hora após o treino) mas relativo, e o que mais importa para o anabolismo muscular é que a refeição pré e pós-treino sejam ricas em proteína (com 0,4 a 0,5g de proteína por kg de peso corporal) e que estas duas refeições não tenham um intervalo superior a 3 a 4 horas entre elas. De facto, quando o objetivo é o ganho de massa muscular o importante é fazer a ingestão de uma boa quantidade de proteína repartida pelas várias refeições diárias, por forma a que seja mantida ao longo do dia uma concentração de aminoácidos em circulação para uma boa manutenção muscular.

Nutreat by Rita Correia

The Cru {organic, raw & healthy}

ondevamosalmoçar, RESTAURANTES

Onde vamos almoçar hoje?

logo.jpg

Restaurante: The Cru

Local: Rua Joaquim Pereira 1543, Torre Cascais

Tipo de cozinha: Orgânica e Saudável

“O nosso compromisso é com a nossa saúde e por isso comprometemo-nos a cozinhar de uma forma consciente: não usamos alimentos processados nem aditivos e corantes.
Comprometemo-nos a partilhar com os nossos clientes a redescoberta dos ingredientes puros, a diversidade das frutas e a valorização da produção diária, utilizando ingredientes frescos, biológicos e sazonais.”

Este espaço é lindo! É composto por uma parte de mercearia e por restaurante. A decoração é moderna e transparece tranquilidade e conforto.. tudo o que se quer quando se vai comer fora de casa!

Este slideshow necessita de JavaScript.

A carta para almoço é variada e tem opções de carne, peixe, vegan e vegetarianas. Aqui não há restrições, há opções..saudáveis e biológicas!

IMG_4035.JPG

IMG_4020.JPG

A nossa mesa…

IMG_4034

Mas veremos ao detalhe…

Entrada

carpaccio.jpg

Carpaccio de beterraba com pesto

Tenho a dizer que o carpaccio foi, sem dúvida, o melhor que comi nos últimos tempos.. A beterraba crocante e o toque do pesto e das bagas goji é simplesmente divinal!

Bebida

sumo banana e beterraba

sumo de banana e beterraba

 

 

Pratos

wrepe de atum.jpg

Wrepe de Atum

crepe de hummus.jpg

crepe de húmmus

E para o final..o que não podia falhar? As sobremesas! 

tarte de lima.jpg

tarte de lima

IMG_4047.JPG

Tarte de chorar por mais

As sobremesas cruas saltam à vista não só pelas suas cores mas pela textura. E o sabor? Incrível! E o melhor tudo? São isentas de glúten, lactose ou açúcar.. por isso SEM CULPA!

Se quiserem espreitar outros pratos e mais informações sobre o The Cru..é só carregarem aqui!

Obrigada Marta pela simpatia e pelo carinho!

Sem dúvida uma experiência a repetir..até porque na falta de ingredientes na cozinha poderemos sempre acabar por fazer uma “viagem 2 em 1“!

10 recomendações fundamentais para desportistas veganos

nutreat

 1) Assegura-te que estás a atingir as tuas necessidades energéticas diárias. Se a tua dieta for diversificada nos vários alimentos de origem vegetal (vegetais, frutas, leguminosas, cereais integrais, frutos secos e sementes) garantes que obtens a maioria dos nutrientes necessários ao teu bom funcionamento orgânico.

2) Tem um bom aporte proteico diário, incluindo em todas as refeições alimentos que contenham um bom teor proteico vegetal, como as leguminosas, hummus, tofu, tempeh, sementes, frutos secos oleaginosos, tremoços, etc. Caso seja necessário podes adicional um suplemento de proteína vegetal como a de ervilha, arroz, cânhamo, entre outras, ou uma mistura delas.

3) Prescinde alimentos prejudiciais como doces e comida rápida. Tens alternativas muito mais saudáveis e que aportam nutrientes mais interessantes como: os frutos secos (os quais também podes transformar em formato de manteiga triturando-os), abacate, coco, sementes, tâmaras e outros frutos secos (figos, passas, arandos, etc), cacau puro, etc.

4) Prefere cereais e derivados integrais, exceto nas refeições imediatamente antes ou após os treinos ou competição. São mais ricos em fibra e nutrientes.

5) Se necessitares existem batidos proteicos, barritas e géis veganos que podes levar contigo para a prova ou utilizares nos teus treinos. Contudo relembra-te que primeiro vem uma boa dieta e segundo os complementos. Também podes fazer as tuas próprias barritas em casa.

6) É imprescindível que tomes um suplemento de vitamina B12. Esta está apenas presente nos alimentos de origem animal e é imprescindível ao correto funcionamento do nosso organismo. Sem ela podes comprometer o fornecimento de oxigénio às células e gerar uma possível anemia. As dosagens recomendadas são de 1000 a 2000 mcg diárias, contudo deves procurar primeiro o conselho de um profissional.

7) Não descures a hidratação: a água sempre como bebida principal e apenas bebidas de reposição adequadas em treinos superiores a uma hora e em competições. Nesses momentos também será importante que estas bebidas aportem algum teor de hidratos de carbono em proporções adequadas.

8) Faz pelo menos um check-up anual ou a cada 6 meses, e para além de pedires os parâmetros de rotina para qualquer desportista, requer sempre também a vitamina B12, a homocisteína e vitamina D.

9) Em competições, tem em conta que os reabastecimentos podem não incluir opções veganas. Avisa a organização da prova ou leva o preparado que vais comer. Recorda que deves sempre de experimentar os alimentos que estás a pensar levar em algum dos treinos para assegurar que não te causam mal-estar durante a prova.

10) Cada desportista tem necessidades concretas, segundo as características pessoais, as circunstâncias que se encontra, o tipo de treino, etc. Para certificares que a tua alimentação vai de encontro às tuas necessidades procura um nutricionista ou dietista especializado em nutrição desportiva. Não recorras a planos que encontras na internet que não são personalizados.

Se tiveres alguma questão mais especifica, escreve nos comentários 🙂

Nutreat by Rita Correia

BOLO DE MAÇÃ E ESPECIARIAS

SNACKS, SOBREMESAS

Ingredientes

  • 3 ovos
  • 100ml de azeite ou 80g de óleo de coco
  • 1 maçã grande
  • 180g de farinha sem glutén
  • 2 colheres de sopa de bebida de amêndoa
  • 1 colher de chá de fermento
  • canela a gosto
  • noz-moscada a gosto
  • erva-doce a gosto
  • 100g de açúcar de coco
  • 80g de mel

Preparação

Começar por separar as gemas e as claras. Bater o açúcar e o mel com as gemas até dobrar de volume. Juntar o azeite e voltar a bater bem. À parte, misturar a farinha, especiarias e o fermento. Juntar ao preparado anterior e bater até formar uma massa. Bater as claras em castelo e envolver na massa do bolo.

Forrar uma forma redonda com papel vegetal. Partir a maçã em laminas e cobrir o fundo da forma. Polvilhar com canela e verter a massa do bolo por cima.

Levar ao forno 40 minutos a 180graus.

BOLO DE RICOTA E ESPELTA

SOBREMESAS

Ingredientes

  • 4 ovos
  • 250g de farinha de espelta integral
  • 2 colheres de sopa de ricota
  • 1 colher de sobremesa de manteiga de amêndoa
  • 1 colher de sobremesa de azeite virgem-extra
  • 1 pitada de sal
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1 colher de chá de fermento

Preparação

Começar por separar as gemas e as claras. Bater as gemas com 1 colher de sopa de mel, até dobrarem de volume. Juntar o azeite, manteiga de amêndoa e ricota, bater. De seguida, previamente misturados, juntar a farinha e o fermento. Bater as claras em castelo e de seguida envolver na massa preparada.

Levar ao forno 30min a 180graus.

TORTA GELADA DE LARANJA E CHOCOLATE

SOBREMESAS

Ingredientes

BASE
  • 1 barra Nakd ou 5 tâmaras
  • 95g de flocos de aveia
  • 1 colher de chá de aroma de laranja
  • 1 colher de sopa de manteiga de amêndoa
  • 100g de amêndoa
  • 1 pitada de sal
COBERTURA 1
  • 250g de cajus demolhados (min 4h)
  • 50ml de sumo de limão
  • 200ml de sumo de laranja
  • 100g de mel
  • 3 colheres de sopa de óleo de coco
  • raspas de laranja
COBERTURA 2
  • 200g de chocolate 70% (vegan)
  • 1/2 embalagem de natas de soja
TOPPING
  • Coco ralado

Preparação

Começar por processar todos os ingredientes da base até formar uma pasta. Moldar e colocar no fundo de uma forma retangular. Levar ao frio, reservar.

De seguida, liquidificar os cajus, sumo de limão, sumo de laranja e mel até ficar uma pasta esbranquiçada. Enquanto a máquina está a funcionar, verter o óleo de coco derretido. Verter este preparado por cima da base e deixar no congelador, 6h.

Derreter o chocolate com as natas, verter por cima da cobertura de laranja e levar ao congelador. Deixar no mín 4h até servir.

Espero que gostem.

Esta receita foi adaptada do cheesecake da Isabel Silva.

ROTA DOS ALIMENTOS #1

nutreat

Se gostas de estar em dia e provar novos alimentos que melhoram a tua saúde e o teu rendimento desportivo, aqui vais encontrar o que tem vindo a ser mais introduzido na alimentação no começo deste ano. As últimas tendências alimentares vão desde frutas e verduras específicas, a suplementos de vitaminas, minerais e outros componentes, que se impõe pelas suas propriedades benéficas, ou ainda determinados alimentos, alguns desconhecidos e outros que sempre estiveram disponíveis no mercado, mas que só agora lhes começou a ser dada a devida importância por apresentarem qualidades especiais.

Revendo bem os alimentos da atualidade, muitos deles não são assim tão recentes . Muitos já eram consumidos pelos nossos ancestrais, e com os tempos modernos caíram em desuso. A indústria alimentar veio para prevalecer com novos produtos e géneros alimentícios que fogem dos alimentos no seu estado original. Estes alimentos processados, ricos em açúcar, gordura e sal, são produzidos para agradarem ao palato e serem apetecíveis, mas ao mesmo tempo, levam os consumidores a desaprender a saborear o verdadeiro sabor dos alimentos naturais.  Há que voltar às raízes, reconhecendo todos os alimentos benéficos à saúde ao longo de gerações, que muitas vezes são esquecidos, e abrir alas aos novos alimentos que vêm de lugares remotos, alguns consumidos por civilizações há centenas de anos e que não tínhamos conhecimento da sua existência. Ao mesmo tempo, têm surgido alguns suplementos que vêm complementar a alimentação com benefícios conhecidos na saúde e rendimento desportivo.

CHÁ VERDE OU MACTHA

matcha

Variedade de chá verde originária do Japão, comercializada em forma de pó. É muito utilizado para temperar ou dar cor verde a determinados pratos japoneses. É o ingrediente chave na preparação de gelado ou bolos de chá verde. O seu preço elevado também se justifica por apresentar inúmeros efeitos benéficos para a saúde devido, à sua riqueza nutricional. Apresenta um elevado teor de polifenóis antioxidantes (como as catequinas), com poder de combater os radicais livres no organismo e proteger contra o cancro. Também apresenta bons níveis de clorofila, o pigmento verde das plantas, que ajuda na eliminação de toxinas do organismo. Ao mesmo tempo é revitalizante, aumentando a energia corporal e permitindo elevar o metabolismo, auxiliando no emagrecimento.

FENO GREGO

feno-grego-em-po

É uma planta também conhecida como alfarva ou alforva. As suas sementes aromáticas são utilizadas como ingrediente em muitas receitas tradicionais da cozinha árabe, chinesa ou indiana. As sementes de feno-grego são muito conhecidas por ajudarem a estimular o apetite de pessoas com baixo peso, muitas vezes sendo usado sob a forma de suplemento. Apesar disso é uma planta com poderes digestivos e anti-inflamatórios, que tem na sua composição uma grande quantidade de fitoquímicos como os taninos, flavonas e saponinas. Devido à sua grande riqueza nutricional, ajuda ao aumento da massa muscular e a recuperação pós-esforço. São lhe conhecidas propriedades redutoras dos níveis de colesterol, triglicéridos e de açúcares no sangue, ao mesmo tempo auxilia no alívio dos sintomas menstruais, dores de garganta, constipações, acne e gastrites. Alguns estudos demonstraram que reduz o risco de alguns tipos de cancro como a leucemia, osteossarcoma e cólon.

Experimenta e dá-nos a tua opinião,

Nutreat by Rita Correia

Próximo post da #rotadoalimentos: óleo de coco e spirulina.

MOUSSE DE CHOCOLATE #2

SOBREMESAS

Ingredientes

  • 200g chocolate 70% cacau *
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 1 colher de sopa cheia de coco ralado
  • 6 ovos

Preparação

  • Derreter o chocolate com a manteiga e reservar.
  • Bater as gemas com o coco ralado até obter um creme. Juntar o chocolate e voltar a bater.
  • Bater as claras em castelo e envolvê-las no preparado de chocolate.
  • Levar ao frigorífico pelo menos 2h.

 

 

*Recomendo a marca Vivanni.

GRANOLA DE ALPERCE

Sem categoria, SNACKS

Ingredientes

  • 3 chávenas de flocos de aveia
  • 2 chávenas de arroz puff
  • 1/2 chávena de mix de sementes de chia e cânhamo
  • 1 chávena de alperces cortados aos bocadinhos
  • canela a gosto
  • noz moscada a gosto
  • sal q.b.
  • 5 colheres de sopa de mel
  • 3 colheres de sobremesa de azeite

Preparação

Misturar tudo e levar ao forno 12minutos, a 180 graus. Deixar arrefecer e guardar num frasco hermético.